A Transparência nas Contas Públicas em debate no Fórum Social Mundial em Porto Alegre

Como é feita, por que é assim e como deveria ser a transparência nas contas públicas é o foco que será abordado na Oficina de Trabalho “A Transparência nas Contas Públicas como importante instrumento para o alcance de uma maior justiça fiscal com uma melhor alocação dos recursos públicos e, consequentemente, uma diminuição da corrupção”. A oficina é uma iniciativa do Instituto Justiça Fiscal em parceria com o Sindifisco Nacional – DSPOA juntamente com outras organizações sociais e será realizada no Fórum Social Mundial Temático – FSMT, no dia 25 de janeiro.

O evento ocorrerá durante todo o dia e pretende debater sobre essa constante reivindicação da sociedade civil. Os organizadores do evento questionam se unicamente a divulgação de números na internet é o suficiente para resolver a questão da ótima alocação dos recursos e da corrupção eventualmente existente. Para o presidente do IJF, Dão Real Pereira dos Santos, a transparência não pode ser vista como um fim em si mesma, mas um instrumento na busca pela justiça fiscal. Segundo ele, “É preciso garantir mais do que a simples publicação de números, mas a plena compreensão da sociedade sobre as motivações das políticas públicas”.

O Fórum Social Muncial, que tem como tema Crise Capitalista, Justiça Social e Ambiental, será preparatório para a Cúpula dos Povos da Rio+20, iniciativa de movimentos sociais e ambientais, organizações, redes e grupos da sociedade civil mundial que acontecerá paralelamente à Conferência da ONU. Maiores informações no site Fórum Social Temático, www.fstematico2012.org.br e pelo e-mail fstematico2012@gmail.com.

 O local da oficina ainda será definido pela organização do FSMT e as inscrições podem ser realizadas pelo e-mail contato@institutojusticafiscal.com.br.

Anúncios

3 Respostas

  1. Tem confirmação de horário e local da oficina?

  2. Caro Alex,

    A Oficina começa no dia 26/01/12, 9h no Teatro Glênio Peres

  3. Somente pode haver transparência nas contas públicas quando forem realizadas no MUNICÍPIO, onde deve FICAR TODO O DINHEIRO PRODUZIDO NO MUNICÍPIO.

    Se uma cidade precisa de obras e tem de importar o provedor dos serviços necessários então as empresas candidatas devem falar com o Prefeito.

    Agora, com os corruPTos, vão à Brasília para entrar no Pacote de Agressão ao Contribuinte.

    … 1 …. 2 …. e vem mais.

    E as cidades ficam às traças …. é por isto que a militância comunista destrói todo o tecido social para impedir que a democracia funcione.

    No LIBERALISMO POLÍTICO não há espaço para tal ação pois o DINHEIRO DO MUNICÍPIO FICA NO MUNICÍPIO.

    É na cidade que a vida acontece, é na cidade que a cidadã e o cidadão tem de usar a única oportunidade de ser feliz que a natureza lhe conferiu.

    E ficam perdendo tempo viajando para Brasília para implorar pelo dinheiro … que é dêle.

    Aqui tem algo que pode ajudar no debate deste item:
    https://justicafiscal.wordpress.com/2011/11/28/por-que-o-trabalhador-paga-imposto-de-renda-e-o-capitalista-nao/.

    A solução não passa pela Justiça Fiscal ou por um Sistema Tribuário, mas por QUEM VAI MANDAR NISTO TUDO.

    Aqui temos uma visão sobre como seria o Brasil se não houvesse esse sistema tributário para nos roubar: http://viabsb.blogspot.com/2011/08/por-um-brasil-para-todos-com-autonomia.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: